Apresentação e Sumário

MONOGRAFIA

A MALDIÇÃO FAMILIAR NO ABUSO SEXUAL INCESTUOSO E MAUS TRATOS (Uma proposta de Cura)

Este espaço será destinado para a reflexão e transcrição da Monografia “A MALDIÇÃO FAMILIAR NO ABUSO SEXUAL INCESTUOSO E MAUS TRATOS (Uma proposta de Cura)”, apresentada no ano de 1997, para conclusão do Curso de Psicologia Junguiana (IBEHE-UNAERP).

AGRADECIMENTO

[Hoje quase ao anoitecer levei

a menina que não vê

Um pouco pela floresta adentro

Onde estava escuro e havia sombras.

Levei-a até uma sombra

Que vinha em nossa direção.

A sombra tocou-lhe o rosto

com seus dedos de veludo.

E agora também a menina

Veio a gostar das sombras.

E o medo que existia passou.]

(Opah Whitely)

Agradeço à minha terapeuta, Ivani, “guardiã de minhas histórias” e companheira na “floresta das sombras” por ter estado comigo nesta travessia.

Curitiba, agosto de 1997.

Polyana Luiza Morilha

Apresentação

A pesquisa realizada visou adentrar o universo das crianças-feridas, bem como, das crianças-adulto-feridas, por abuso sexual incestuoso e maus tratos. Parte da premissa que estas crianças tornaram-se vítimas sacrificiais e expiatória devido as projeções sombrias de seus pais sobre elas, tornando-as bodes-expiatórios de suas mazelas interiores. Este processo contínuo de eleição de vítimas aleatórias dentro do próprio núcleo familiar, acaba ao longo de várias gerações tecendo o que se chamou de Maldição Familiar.

                        O intuito de perscrutar estes universos feridos consiste numa tentativa de propor alternativas de Cura, capazes de resgatar tanto a criança-ferida vitimizada, como sua própria família-ferida e as gerações familiares “vitimizantes” e ”vitimizáveis”, que compõe o sistema retroalimentar dos abuso.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO I

ABUSO SEXUAL INCESTUOSO – A.S.I. – Por agressão.

CAPÍTULO II

MAUS-TRATOS – A criança abusada fisicamente

CAPÍTULO III

A NEGAÇÃO DA SOMBRA NA NATUREZA HUMANA

“A desesperançada perda da Alma” da Humanidade

CAPÍTULO IV

A CRIANÇA COMO AZAZEL

Estruturação egóica sombria do Complexo do Bode-expiatório

CAPÍTULO V

VÍTIMA SACRIFICIAL – AZAZEL, O IMOLADO

A vingança

CAPÍTULO VI

MALDIÇÃO FAMILIAR

Dinâmica familiar intergeracional sombria

CAPÍTULO VII

SEQUELAS I – GÊNESE DO BODE-EXPIATÓRIO

O desenvolvimento psicossomático sombrio da criança-ferida

CAPÍTULO VIII

SEQUELAS II – MECANISMOS DE DESTRUIÇÃO

“As feridas que sangram”

CAPÍTULO IX

INTERVENÇÕES TERAPÊUTICAS NOS CASOS DE ABUSO

CAPÍTULO X

A CAMINHO DA CURA

CAPÍTULO XI

INTERVENÇÕES TERAPÊUTICAS NOS CASOS DE ABUSO

CAPÍTULO XII

SÍNDROME DO SEGREDO

“Dores silenciadas

CAPÍTULO XIII

SINTOMATOLOGIA DA CRIANÇA-FERIDA VITIMIZADA

CAPÍTULO XIV

O DESPERTAR CORPORAL

CAPÍTULO XV

DOMINANDO O MEDO

Distúrbio da tensão pós traumática

CAPÍTULO XVI

PSICOLOGIA DO MAL

A integração da Sombra

CAPÍTULO XVII

O REENCONTRO DA CRIANÇA INTERIOR

CAPÍTULO XVIII

CONFIAR, ENTREGAR-SE E FLORESCER

Encontrar o outro e encontrar-se

CAPÍTULO XIX

REDENÇÃO DOS AGRESSORES

O perdão

CAPÍTULO XX

O EXÍLIO INEVITÁVEL

CONCLUSÃO

BIBLIOGRAFIA