A Terapia do Jogo de Areia

O Jogo de Areia é um método terapêutico baseado na criação prática e criativa na caixa de areia. Quem brinca na caixa de areia, seja adulto seja criança, cria várias imagens tridimensionais na areia, envolvendo-se nesse processo com corpo, alma e espírito.”

“O método terapêutico do Jogo de Areia” foi desenvolvido por Dora Kalff ao reconhecer que as séries de cenários, elaboradas por crianças ou adultos, representam a confrontação contínua e prática com o inconsciente, comparável à série de sonhos ou à imaginação ativa que ocorrem no processo analítico…Desencadeando um processo psíquico capaz de levar à cura e ao desenvolvimento da personalidade.” (p. 11/12)

O presente resumo é composto pela transcrição literal de trechos do livro A Terapia do Jogo de Areia –Imagens que curam a alma e desenvolvem a personalidade, de  Ruth Ammann (Paulus. São Paulo. 2004)

A Terapia do Jogo de Areia

Considerações Gerais

            No Jogo de Areia não é necessário fazer nada, mas procurar, na medida do possível, desligar a CS tensa que quer, sempre voltada para o fazer e o desempenhar, permanecendo-se relaxados e abertos para absorver o que vem ao nosso encontro;

Disponibilidade do terapeuta : o tempo e o lugar da sessão são determinantes para o acontecimento justamente o que Dora Kalff chama de “espaço livre e protegido”, pois nele constelam forças psíquicas especiais.

As crianças por exemplo, sabem muito bem na sua sessão de terapia o espaço e a minha pessoa estão inteiramente à sua disposição. Isso confere um peso especial a tudo o que  se passa na sessão, favorecendo a individuação e a autocura da criança.

– Mãos : As energias que agem inconscientemente no analisando são absorvidas com o corpo, especialmente com a sensibilidade das mãos. São as mediadoras entre os mundos espiritual e material.

No caso específico do jogo de areia, imagem interna espiritual é transformada por meio das mãos em uma imagem externa, concreta, que não só é visível, mas também palpável. Ou a transformação ocorre na direção contrária. As mãos captam a corrente ICS, torna-a visível e palpável através da areia, fazendo com que uma imagem interna seja despertada ou um acontecimento interno seja estimulado.

Em todo o caso, as mãos representam uma ponte entre a realidade anímico-espiritual e a material.

Quintessência : A configuração externa do cenário é apenas a forma visível nesse instante do mundo concreto e, em última instância não é o mais importante.

A quintessência do processo da caixa de areia é a imagem interna, carregada de emoções e de sentimentos a partir do processo criativo. Com isso fica claro que a “imagem na areia” tem duplo significado : de um lado, a configuração concreta na caixa de areia; de outro, a imagem interna resultante, carregada de energia.

Para o entendimento da interpretação das imagens – a dupla visão na imagem de areia – é necessário ver esseduplo ponto de3 vist de um  cenário, que enxerga por trás da forma externa estática o significado simbólico das forças movimentadas e motivadoras que continuam a atuar no analisando.

Processo de Formação de uma Imagem

         Processo similar ao dos desenhos das Mandalas:

         “De repente parece que uma corrente toma conta do analisando, ou o analisando absorve com o corpo uma corrente totalmente disforme e começa a mexer as mãos. O extraordinário é que parece que o corpo tem uma espécie de CS que não está em ligação com o pensamento racional, e sim com o mundo das representações das imagens. Nesse caso podemos dizer que o corpo sabe mais do que a razão e que o impulso para a imaginação vem do corpo.

         Esses movimentos fluidos na areia, ou o deixar simplesmente escoar a areia por entre os dedos mostra que algo dentro do analisando começou a se movimentar, que sua energia começou a fluir.

Para os que chegam à sessão depressivos ou embotados, tensos ou desvitalizados, esses pequenos sinais de movimento já significam muito. (p. 71)

– Quando há desejo ou vontade de criar, ele deve aprender a adaptar sua ideia ao material disponível, e isso significa que precisa adaptar-se à realidade existente, e não impor sua ideia ao material. Impor significaria que o material seria forçado  a colaborar, ou seja, seria violado.Outra forma de falta de relação com a matéria ocorre quando o analisando, caso a areia não se preste ao modo como ele quer, abandona sua idéia junto com AA areia desobediente e as miniaturas, como que jogando a criança junto com a água do banho.

Podemos, portanto, a partir do princípio de que a situação terapêutica específica no jogo de Areia representa as diferentes situações cotidianas, e de que o analisando aprende aqui  a se relacionar de modo compreensivo e cuidadoso com algo diferente, seja a areia, seja sua própria vida interior.

         A partir da ação e reação mútuas surgem ação recíproca, troca, entrelaçamento. Surge uma nova criação, uma nova configuração, que pode ser muito mais do que seus componentes iniciais. No jogo de areia essa nova configuração é o cenário, surgido entre o analisando, a areia e as miniaturas.

Mas a condição para que algo novo possa surgir é o fato do analisando realmente estabelecer relação com o desconhecido ICS na areia, aceitando, vivenciando e dando forma ao desafio resultante. Essa emoção durante a criação provoca a mudança. (p. 73-4)

– O cenário em si não é o mais importante; é apenas um estágio intermediário necessário. Decisivo é o processo das forças imaginativas que se transformam, surgindo da ligação repetitiva entre analisando e a areia, entre o CS e o ICS.

Imagens representacionais e reações corporais:tica entre a elaboração CS de informações e as mudanças fisiológicas;

Processo similar á terapia corporal:

Imagens representacionais são capazes até de controlar áreas do sistema imunológico.(p. 80-1)

Resumindo, podemos afirmar o seguinte sobre sobre os resultados das pesquisas representacionais e fisiologia:

1.- Há relação entre imagens representacionais e estados fisiológicos;

2.- As imagens representacionais podem anteceder mudanças fisiológicas ou vir depois delas, o que aponta tanto para o significado causal quanto reativo;

3.- As imagens representacionais podem ser provocada tanto por comportamentos CS, intencionais, quanto por processos ICS (estímulos elétricos do cérebro, sonhos, estados oníricos, criação espontânea como, por exemplo, de cenários etc)

4.- As imagens representacionais podem ser consideradas como elo de ligação hipotética entre a elaboração CS de informações e as mudanças fisiológicas;

5.- As imagens  representacionais podem influenciar tanto o sistema nervoso periférico quanto o sistema nervoso vegetativo.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s