Ansiedade – Quando se torna tóxica??

A ansiedade vem ganhando tanta popularidade, que “ser ansioso” está adquirindo status de normalidade e se tornando uma resposta pronta para abarcar uma série de emoções distintas num arranjo único e sob uma denominação confortável e socialmente aceitável. Ser ansioso é algo como ser moderno e antenado e nos possibilita falar indiretamente de algumas dores … Continue lendo Ansiedade – Quando se torna tóxica??

Depressão na Adolescência – Um olhar com respeito sobre o sofrimento de nossos jovens

A transição da infância para a vida adulta, exige do jovem um período de cerca de 10 anos de amadurecimento, de transformações intensas em todos os âmbitos da vida, comumente iniciando na pré-adolescência por volta dos dez anos e complementando-se na pós adolescência, aproximadamente aos vinte anos. Pelo impacto das vivências que suscita, pode ser … Continue lendo Depressão na Adolescência – Um olhar com respeito sobre o sofrimento de nossos jovens

“Como se fora brincadeira de roda” Nossa vida como ciranda!

Envolta na canção de Gonzaguinha, Redescobrir…sigo a inspiração e vou sentindo a vida como uma “ciranda", nos convidando constantemente a dançar e a delinear nossa própria coreografia a cada novo baile que compõem o grande espetáculo da nossa existência. A vida segue em círculos, em espirais nunca linear, por isso é dança, movimento e (re)descobertas. … Continue lendo “Como se fora brincadeira de roda” Nossa vida como ciranda!

Chantagem Emocional Quando em quem confiamos…nos manipula!!

Chantagem emocional, segundo S. Foward trata-se de “uma forma poderosa de manipulação na qual as pessoas mais próximas de nós ameaçam, direta ou indiretamente, nos punir se não fizermos o que eles querem.” (1, p. 11) Logo a chantagem emocional sempre envolve pessoas que nos são caras ou cujo julgamento nos são significativos. Muitas vezes, … Continue lendo Chantagem Emocional Quando em quem confiamos…nos manipula!!

Nossas intenções definem nossos relacionamentos… saudáveis, tóxicos ou abusivos?

Como escreveu Vinícius de Moraes: “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”, portanto, relacionar-se é uma arte, uma trama de muitas habilidades e competências que devem estar a serviço do “encontro”, consigo e com o outro. O capricho, o desleixo ou o desdém, com que as pessoas conduzem seus … Continue lendo Nossas intenções definem nossos relacionamentos… saudáveis, tóxicos ou abusivos?